Drew Tingley

Drew Tingley

Instagram

Trabalhar no maior restaurante do mundo, o Hell’s Kitchen, liderado por Gordon Ramsay, tem um preço. Que o diga Dew Tingley, um dos concorrentes da 19.ª temporada do programa nos Estados Unidos. A propósito da adaptação portuguesa do formato, conduzida por Ljubomir Stanisic, na SIC, o famashow.pt conta-lhe a história deste chef de 30 anos, que teve de abandonar subitamente a competição por questões de saúde.

>> MICHAEL WRAY: A TRAGÉDIA DO PRIMEIRO VENCEDOR DO HELL’S KITCHEN QUE VIVEU NA RUA

Drew Tingley estava a cozinhar para Gordon Ramsay em Las Vegas quando percebeu que não conseguia aguentar mais e que precisava de assistência médica. Foi de imediato levado para o hospital e passou uma semana numa Unidade de Cuidados Intensivos. Mas, afinal, o que lhe aconteceu?

Depois de partilhar várias vezes com os colegas da equipa azul que sentia um mal-estar geral e dores no corpo, e de ter sido alertado por outro chef que utilizou a casa de banho depois de lá estar estado que a cor da sua urina tinha a cor alterada, Drew Tingley foi visto por um médico e, no final desse episódio, Gordon Ramsay anunciou que não voltaria à competição.

>> DO MCDONALD'S AO ESTRELATO! A SOUS CHEF DE 'HELL'S KITCHEN' QUE SE TORNOU BRAÇO DIREITO DE GORDON RAMSAY

Drew Tingley

Drew Tingley

Instagram

Mais tarde, num direto do Instagram, explicou tudo. Dias antes de já não aguentar mais, o famoso chef britânico tinha-o avisado para colocar um cinto porque estava a perder as calças durante o serviço. Mas havia uma explicação: uma súbita perda de peso. Drew emagreceu dez quilos em sete dias e confessa: “A pressão é surreal… não dormimos, não comemos corretamente”.

Certo é que, durante o internamento, chegou o diagnóstico: sofria de rabdomiólise, uma síndrome provocada pela destruição das células músculo-esqueléticas, que liberta substâncias intracelulares tóxicas para a corrente sanguínea, prejudicando o normal funcionamento do organismo, e que está normalmente associada a insuficiência renal grave.

>> PARTIU O PULSO E CONTINUOU A COZINHAR ATÉ VENCER O HELL'S KITCHEN

Embora a doença tenha sido detetada numa fase inicial, o Drew Tingley ficou com uma doença de rim crónica. Ainda assim conseguiu recuperar e pode fazer uma vida normal. Até já voltou ao trabalho num restaurante da sua terra natal, a Pensilvânia.

Sobre a saída inesperada e repentina da Hell’s Kitchen de Gordon Ramsay lamenta não ter tido a oportunidade de dizer adeus. “O que mais me dói é não ter podido voltar e despedir-me”, concluiu.