Reprodução Instagram, DR

A Manifestação Pela Liberdade, um protesto contra a gestão que o Governo tem feito da pandemia, juntou cerca de três mil pessoas no passado sábado, 20 de março, em Lisboa. Entre elas, algumas caras conhecidas como as cantoras Wanda Stuart e Adelaide Ferreira ou a atriz Sandra Celas que já assumiu nas suas redes sociais que não usa máscara na rua.

>> WANDA STUART: "NÃO FUI PROTESTAR CONTRA O VÍRUS"

O evento deu muito que falar na Imprensa, mas também nas redes sociais e Bruno Nogueira não ficou indiferente. Num dos seus diretos que fazem sucesso no Instagram, o humorista opinou sobre o sucedido. Sem nunca dizer nomes, assumiu que este tipo de comportamento anticonfinamento “mexe muito com o [seu] sistema nervoso” e lamentou que figuras bem conhecidas, com as quais, inclusivamente, já contracenou - referência a Sandra Celas, com quem trabalhou em 2003 - embarquem neste tipo de ações. Bruno Nogueira lembrou ainda que, além de ser um ato de irresponsabilidade, demonstram falta de empatia pelos profissionais que estão na linha da frente.

>> SANDRA CELAS RESPONDE A CRÍTICAS: "EU CONHEÇO MUITO BEM A LEI, PORQUE EU NÃO ANDO DE MÁSCARA NA RUA"

O humorista considerou ainda inaceitável que se tivesse usado na manifestação o tema Grândola Vila Morena e a palavra liberdade. “O Zeca [Afonso] cantou isso mas foi para lutar contra outra coisa”, sublinhou, antes de referir que não está contra as pessoas que discordam das medidas do Governo na luta contra a pandemia, mas sim contra todos os que “põem em risco a saúde dos outros, reivindicando apenas a sua liberdade, não a do próximo ou a coletiva”.