Foi em fevereiro deste ano que António Miguel Cardoso confirmou que estava separado de Maria Cerqueira Gomes desde agosto de 2019. A notícia caiu como uma bomba na imprensa e, dez meses depois da confirmação do empresário, a apresentadora comenta o fim da relação pela primeira vez.

"Foi uma opção minha nunca falar da minha vida privada. A partir do momento em que o António sentiu essa necessidade, só tenho de respeitar e confirmar que não estamos juntos. Já percebi que a única forma de eu ser feliz é ele estar tranquilo e feliz, porque temos um filho em comum", confessa em entrevista à revista CARAS.

»» Filho de Maria Cerqueira Gomes interrompe direto da mãe na televisão

"Dei tudo (...). 2019 foi um ano de investimento profissional para mim. E não podia dar margem para que o meu foco fosse outro, porque tinha uma grande responsabilidade entre mãos", garantiu sobre a mudança do Porto Canal para a TVI.

Aos 36 anos,a apresentadora explica que sente uma mulher diferente após a separação. "Duro foi, mas também cresci e percebi muitas coisas. E acho que sou uma mulher tão mais espetacular hoje do que era há um ano e meio! Também trabalhei nesse sentido, mas tenho que apreciar e perceber em que ponto estou na minha vida. Nem sempre é fácil, mas sou muito mais serena hoje do que era. E isso era o que mais queria alcançar e o que me era mais difícil. Portanto, acho que estou melhor hoje", afirmou.

Maria Cerqueira Gomes e António Miguel Cardoso têm um filho em comum: João, de dois anos. A apresentadora é ainda mãe de Francisca, de 17 anos, da anterior relação com o piloto Gonçalo Gomes.

»» Maria Cerqueira Gomes treina ao lado da filha: "Nós não somos irmãs"