NurPhoto

Este domingo, 5 de abril, no mesmo dia em que o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, foi hospitalizado devido à persistência de sintomas de Covid-19 (saber mais aqui), a rainha Isabel II dirigiu-se aos súbditos britânicos numa rara transmissão televisiva. A monarca apelou à união na luta contra a pandemia do novo coronavírus que já vitimou mortalmente mais 4,5 mil pessoas no Reino Unido.

Estamos a combater esta doença juntos e quero assegurar-vos que, se permanecermos juntos e firmes, vamos ultrapassá-la”, afirmou, enaltecendo o papel dos profissionais de saúde. Tenho a certeza de que a nação concordará comigo quando digo que o que fazem é valorizado e que cada hora do vosso árduo trabalho nos aproxima de um regresso a tempos mais normais, salientou.

>> Tensão entre Kate Middleton e os duques de Sussex não passa despercebida no último ato oficial de Meghan e Harry <<

“Devemos encontrar conforto no facto de que, embora ainda tenhamos que sofrer mais um pouco, melhores dias voltarão: estaremos com os nossos amigos de novo; estaremos com a nossa família de novo; vamos encontrar-nos de novo”, continuou.

“Embora tenhamos enfrentado dificuldades antes, esta é diferente. Desta vez juntamo-nos a todas as nações ao redor do globo num esforço comum”, rematou.

A mensagem de Isabel II foi gravada no Castelo de Windsor, onde a mornarca de encontra em isolamento com o marido, o duque de Edimburgo.