Rita Ferro Rodrigues

Rita Ferro Rodrigues

Instagram

Numa altura em que o país continua a aguardar as próximas instruções da Direção-Geral de Saúde para lidar com o surto do novo coronavírus, Rita Ferro Rodrigues deixou um alerta nas suas redes sociais.

>> Tom Hanks e a mulher infetados com coronavírus

“Se podem, permaneçam em casa. Saiam apenas para o fundamental. Se têm o privilégio de conseguir trabalhar de casa, não hesitem. Reduzam ao essencial os contactos sociais. Não invadam supermercados e farmácias - isso é só estúpido e egoísta. Liguem aos vossos velhinhos, expliquem-lhes que a ausência de visitas é para o bem deles”, começou por pedir a antiga apresentadora da SIC.

>> Mensagem de Rodrigo Guedes de Carvalho sobre o coronavírus torna-se viral

“Vamos ultrapassar isto (como a China está a ultrapassar) se agirmos com serenidade, empatia e responsabilidade. Ouçamos os boletins diários da DGS e cumpramos tudo o que nos é pedido. Confiemos. Ponhamos de lado os ‘achismos’ e a nossa tendência para treinadores de bancada. A humanidade vive tempos desafiantes e todos nós temos de estar à altura. E quando o pesadelo acabar sentiremos que fizemos algo importantíssimo juntos, uma vitória pelo bem comum. Uma palavra de amor e respeito absoluto para médicos, enfermeiros e pessoal de auxílio hospitalar: sois os maiores ️”, escreveu ainda.

>> Colega de CR7 na Juventus testa positivo ao Covid-19

Mais tarde, no Instagram, a mulher de Rúben Vieira partilhou ainda algo em que não tinha pensado e que pode pesar na decisão do Governo de não fechar escolas, pelo menos para já: “Ainda agora estive a ler um artigo que me explicou uma coisa que nunca tinha pensado: se fecharem as escolas todas há um número considerável de médicos e de enfermeiros que terá de ir para casa tomar conta dos seus filhos. Imagino que quem toma estas decisões pondere muito bem tudo o que está em causa, são decisões complexas. Eu prefiro reduzir-me à minha insignificância e seguir à risca as instruções das equipas técnicas”.