Cinco meses depois da perda da filha num trágico acidente de viação, Tony Carreira abriu o coração numa entrevista a Manuel Luís Goucha. A decorrer neste momento um inquérito do Ministério Público para apurar as causas do acidente que vitimou Sara Carreira, o artista lamentou o facto de não existir qualquer conclusão na investigação. "Do Ministério Público ainda não há conclusões, o Covid serve de desculpa para tudo. Acho desumano. Não falo só em meu nome, falo em nome de qualquer pai", afirmou.

Em seguida, o a cantor falou sobre a sua relação com Ivo Lucas, o namorado de Sara, que conduzia o automóvel no momento do trágico acidente. "A minha relação com o Ivo é muito bonita. Com toda a nossa família. E continua a sê-lo. Eu não sou amigo do Ivo. Mas o que é que eu sei do Ivo? O Ivo sempre tratou muito bem a minha filha. Teve a fatalidade de ir ao volante daquele carro. Mas podia ter sido eu. Eu sei que há um inquérito, não faço ideia do que lá está. Mas o que eu tenho a dizer sobre o Ivo (só se vier de lá uma coisa horrível, e já lho disse)… Eu não te vou condenar, não te vou julgar, nem eu nem a Fernanda nem os miúdos", contou.

Tony Carreira explicou ainda que mantém uma relação próxima com o ator da SIC. "Não há semana que eu não esteja com ele, se não estiver com ele estamos por telefone. A única coisa que eu tenho que pensar é que sempre tratou muito bem a minha filha, a minha filha amava-o, e se a Sara me está a ver ela não vai querer que eu seja inimigo do Ivo”, referiu.

"Sei que um dia o Ivo vai refazer a vida dele com outra mulher. Se me vai doer, certamente que sim, tenho que ser honesto. Mas eu acho que ele deve refazer a vida dele", desabafou. Foi o único namorado que ela teve nesses anos todos, que eu senti que ela tinha amor", completou.