Reprodução Instagram, DR

Na última sexta-feira, 15 de janeiro, Joana Cruz apanhou todos de surpresa ao revelar ter sido diagnosticada com cancro da mama. A radialista partilhou uma publicação nas redes sociais onde deu conta do seu atual estado de espírito e de como descobriu a doença.

Entretanto, cerca de uma semana depois, Joana Cruz falou mais detalhadamente sobre os tratamentos, que iniciou precisamente no que dia em tornou a doença pública.

“Passei bem, felizmente. Tive muita gente a perguntar sobre as reações e tudo mais. Eu às vezes decido coisas para mim. Quando a Covid começou, disse logo ‘não vou apanhar Covid’ e disse que não ia ter efeitos secundários e até agora está a acontecer”, confessou, durante uma videochamada com Cláudio Ramos e Maria Botelho Moniz, no programa Dois às 10.

A locutora da RFM explicou ainda como vão ser os próximos meses de tratamentos. “Há vários tipos de protocolo. Eu vou começar por 12 tratamentos seguidos, uma vez por semana, e depois mais quatro tratamentos, creio que depois faça uma pausa e depois a cirurgia será avaliada. São os tais 5 meses que eu falava. Neste momento o plano é este. É isto que eu sei, para já”, referiu.

Joana Cruz

Joana Cruz

Reprodução Instagram, DR

Durante a conversa, Joana Cruz aproveitou também para agradecer todas as mensagens de apoio e solidariedade que tem recebido e mostrou-se confiante nos tratamentos.

“Foi uma onda, às vezes a pessoa nem sabe que tem tantas coisas boas à volta, e é o que acaba por acontecer nessas situações, onde ficámos inundados de amor, de esperança, de casos parecidos com os nossos", lembrou.

“Isto é estranho até de dizer, mas estou entusiasmada porque estou tão segura e tão confiante que vai tudo correr bem, que para mim é ‘vamos em frente’”, completou.