Ljubomir Stanisic foi o protagonista de uma entrevista intimista nas tardes da SIC. O chef falou da guerra na Bósnia, da viagem para Belgrado com a mãe e irmã e a dedicação e do amor das suas na sua vida. Na última parte da conversa, o chef Stanisic falou pela primeira vez, de forma mais descontraída, sobre o seu relacionamento com Mónica Franco, jornalista.

»» LJUBOMIC STANISIC NA SIC: "NÃO FOI POR DINHEIRO, ESTOU BEM NA VIDA, OBRIGADO"

"Para mim a coisa mais importante da minha vida é a família... porque nunca tive", começa por contar. A relação conturbada com o pai, hoje sarada, fez com que prometesse a si mesmo querer ser o melhor pai do mundo.

Não se apaixona facilmente, mas ficou de imediato apaixonado quando viu a sua mulher pela primeira vez. "Mal a vi fiquei com aquelas borboletas no estômago, como dizem. Fiquei logo. Ela tinha uma relação de 17 anos e estava super comprometida. Demorou três anos, acho eu, para conquistar a Mónica", recorda, sublinhando que ambos preservam a sua relação e escolhem não expô-la mediaticamente. O motivo? A sua força vem de casa e não quer comprometê-la.

»» A VINGANÇA NUM PRATO: LJUBOMIC STANISIC TROCOU AS VOLTAS A UM BANQUEIRO FAMOSO

"Luto todos os dias para a conquistar. Sou muito romântico", assume, dizendo que deixa bilhetes erecados por toda a casa. "Se a minha mulher quisesse tinha dez filhos. E os funcionários, a maior parte deles, são filhos para mim", acrescenta.

O chef com os dois filhos

O chef com os dois filhos

Reprodução Instagram, DR

Pai de dois rapazes, Luca e Mateus, o chef contou que tem várias histórias de momentos de diversão com os seus filhos. "Sou um pai muito parvo. Tenho um clube de pilas", brinca, apelidando assim a cumplicidade conjunta. "Fazemos uma festa quando a mãe sai de casa ou vai de férias", atira. Juntos têm os seus segredos e brincadeiras.

Os filhos não veem televisão não são, tal como o pai, deslumbrados com a fama do pai. "São putos extremamente simples e muito felizes com um pai chanfrado", afirma.