Filipa Lemos

Filipa Lemos

Instagram

Pouco mais de um mês depois da triste notícia da morte de Tony Lemos, a sua irmã, Filipa Lemos, esteve em direto no programa Casa Feliz – através de videochamada – para falar desta ausência que marcará para sempre a sua vida e a caminhada dos Santamaria.

“Vou vivendo um dia de cada vez. Tentando viver com a maior tranquilidade possível tendo em conta tudo o que se passou”, começou por dizer a Diana Chaves e João Baião.

>> REVELADOS PORMENORES DA MORTE DE TONY LEMOS, UM DOS FUNDADORES DOS SANTAMARIA

Tony Lemos

Tony Lemos

Facebook

“Vai ser sempre uma caminhada muito diferente e dura, difícil sem a presença dele. Os seres humanos não estão habituados a viver com a ausência das pessoas de quem gostam muito e a minha caminhada hoje é [diferente] e o João pode comprovar tudo isso porque os Santamaria a primeira vez que apareceram, há praticamente 23 anos, foi num programa apresentado pelo João Baião. A minha caminhada foi sempre feita com o meu irmão, muito antes de existir Santamaria sequer e saber que a presença dele, pelo menos física, não vai estar a meu lado é um bocadinho duro de digerir. É um sentimento muito difícil de explicar. Ainda não consegui fazer o luto completo em relação ao que se passou”, assumiu a artista, emocionada.

>> JORGE GABRIEL: "FUI DESPEDIR-ME DO TONY LEMOS. PAIS DESTROÇADOS, MULHER EM CACOS, AMIGOS INCRÉDULOS"

A banda Santamaria

A banda Santamaria

Facebook

Decididos a dar continuidade ao projeto que iniciaram há mais de duas décadas, os Santamaria preparam-se para lançar uma canção inédita, escrita por Tony Lemos há cerca de três anos, e que será uma espécie de homenagem. Além disso, o tema tem ainda a particularidade de contar com uma participação especial da filha de Filipa, cujo talento foi precisamente descoberto pelo tio no último verão. “Achámos que faria sentido homenagear o trabalho dele, tendo em conta que ele já não está cá para fazer a caminhada connosco. Para mim é um tema que o vai eternizar para sempre”, explica Filipa.

>> VOCALISTA DOS SANTAMARIA QUEBRA O SILÊNCIO APÓS A MORTE DO IRMÃO: “PARA MIM É MAIS DIFÍCIL PORQUE ESTA CAMINHADA FOI SEMPRE FEITA COM ELE”

A banda Santamaria

A banda Santamaria

Facebook

Sobre o facto de muita gente ter pensado que a banda terminaria depois da morte trágica de Tony Lemos, a vocalista esclarece: “Sempre fui uma mulher de força. De não virar costas à guerra e agora a minha missão é ir à guerra por mim e por ele. E acredito que, embora fisicamente eu não o consiga abraçar e conversar com ele, o espírito dele e a genialidade dele [continuam aqui]. O meu irmão era um coração como o teu, João, era um coração de ouro e às vezes as pessoas que são excecionais partem por algum motivo para cumprirem uma missão diferente e eu acredito, talvez para amenizar a dor que possa sentir e a ausência dele, a minha missão agora é perpetuar o génio que ele era. Era, de facto, uma pessoa fabulosa”, rematou.

Veja a conversa de Diana Chaves e João Baião com Filipa Lemos no vídeo abaixo:

Tony Lemos, de 48 anos, foi encontrado morto em casa no passado dia 13 de novembro. Embora a família e a banda nunca tenham falado explicitamente em suicídio, mensagens deixadas por amigos do artista nas redes sociais indicam que essa tenha sido a causa da morte. O músico era pai de dois rapazes, de 15 e 21 anos, e a mulher, Marta Silva, está grávida. Clique aqui para ver a sua primeira reação à morte do marido.