NurPhoto

Nos últimos dias têm estado a circular rumores de uma possível saída de Cristiano Ronaldo de Turim, após receber uma proposta para regressar ao seu antigo clube, o Machester United.

De acordo com a imprensa internacional, a Juventus está a tentar vender CR7, mas prefere trocá-lo por Neymar. O avançado português tem um salário anual de 31 milhões de euros - cinco vezes mais do que o segundo jogador mais bem pago do clube, o argentino Paulo Dybala - e esse será um dos motivos para estar na 'lista de transferências'.

Uma das principais razões de que se tem falado muito é que o clube italiano quer urgentemente reduzir a sua massa salarial devido à pandemia do novo coronavírus, mas não é a única.

De acordo com o jornal Sport, existem algumas tensões dentro do campo, e vários meios de comunicação têm visto o atual treinador da Juventus, Andrea Pirlo, a tecer algumas críticas ao atacante nas conferências de imprensa.

"Falo muito com os meus jogadores, mas eles fazem as escolhas quando estão em campo. Eles poderiam ter sido menos egoístas e matado o jogo mais cedo", disse Pirlo, em entrevista ao ex-técnico Fabio Capello, que é hoje apresentador de televisão, após a vitória da Juventus contra o clube húngaro Ferencvaros.

O termo 'egoísmo' não é novo quando se trata de descrever a atitude de Cristiano em campo. “Morata foi generoso e fez o passe a Cristiano na primeira parte, embora a jogada não tenha terminado em golo. Na segunda parte, Morata esperou o passe de Cristiano e isso não aconteceu. Foi um pouco de egoísmo", disse Capello.