Jamie McCarthy

O caso não é novo. Em 1998, Mariah Carey teve um caso extraconjugal com o jogador de baseball Derek Jeter, quando ainda estava casada com Tommy Mottola, ex-CEO da Sony Music Entertainment.

Recentemente, a cantora esteve à conversa com Oprah onde falou sobre o assunto e admitiu que o caso lhe deu coragem para terminar o casamento de cinco anos. "[Derek] foi um catalisador que me ajudou a sair daquele relacionamento porque eu acreditava que havia outra pessoa", confessou.

A artista contou que, ao envolver-se com o jogador, acabou por refletir sobre a sua família e origens, isto porque Derek é filho de mãe branca e pai negro, exatamente como Mariah. "Ele também tinha uma aparência muito ambígua para mim. Eu não sabia quem ele era", afirmou.

"Nós conhecemo-nos e eu escrevi músicas sobre isso. Honestamente, não acho que foi do género: 'Meu Deus, ele era o amor da minha vida'", disse. Mariah explicou que, na altura, achou que tinha finalmente encontrado alguém que não se sentia superior a ela e disse ainda que nunca mais esquecerá o beijo entre os dois. Na fotografia abaixo pode ver um dos momentos em que a americana de 50 anos assistiu a um jogo de Derek.

A cantora explicou que a família do jogador era "saudável e mudaram muito o meu ponto de vista" porque Mariah achava que as diferenças raciais da sua família eram o que tornava a sua família disfuncional.

>> Irmã de Mariah Carey alega ter sido "abusada sexualmente em rituais satânicos" pela própria mãe

Mariah Carey voltou a casar em 2008 com Nick Cannon, mas acabou por se divorciar em 2016. O antigo casal tem dois filhos gémeos, Moroccan e Monroe, de nove anos.

STAN HONDA