Tiago Teotónio Pereira

Tiago Teotónio Pereira

Instagram

Passaram quatro anos sobre a morte de Nicolau Breyner, mas ainda é com os olhos rasos de lágrimas e a voz embargada que Tiago Teotónio Pereira recorda o padrasto. O jovem ator, de 30 anos, foi o convidado deste sábado, 11 de julho, do Alta Definição e falou da importância que o ator, realizador e encenador teve na sua vida.

>> Não viu o programa? Clique AQUI para ver!

Lembrando a cumplicidade que os unia, Tiago Teotónio Pereira explicou que em casa não se falava muito de trabalho, mas que sempre olhou para Nico como “um modelo a seguir”: “Ele dizia-me coisas boas. Ele sempre acreditou em mim. Muito mais [do que eu acreditava]. Porque nós tínhamos muito em comum. A personalidade era muito parecida, as brincadeiras que nós fazíamos… por isso é que eu estou a dizer que não falávamos muito de trabalho. Era como se fossemos amigos, mas eu vivi com ele e não era como se fosse o meu pai, porque eu tenho o meu pai, e adoro-o, mas também adoro o Nico, adorava, e vou sempre adorar. E vai ser sempre uma referência e ele acreditava sempre em mim. Dizia-me sempre: ‘Não te precipites, vais fazer o teu caminho, as coisas vão acontecer, só tens de trabalhar’. E a verdade é que eu só tinha de trabalhar”.

>> Tiago Teotónio Pereira sobre o fim da relação com Filipa Areosa: “Passei uma ou duas semanas a chorar, desfeito em casa”

Nicolau Breyner com as filhas e os enteados

Nicolau Breyner com as filhas e os enteados

Instagram

O facto de Nicolau Breyner nunca ter usado a sua posição e influência para dar um impulso na carreira do enteado faz com que hoje ele se sinta mais realizado com o que tem vindo a conquistar, como reconhece. “Dou muito mais valor ao facto de estar a trabalhar. Novela, teatro, cinema… Gosto muito daquilo que faço. Estou mesmo grato e faço questão de mostrar que estou bem [neste mundo] e que as pessoas se sintam bem com a minha presença. De tratar bem as pessoas, de criar bom ambiente nas gravações, porque dou valor a estar aqui, porque quero e acho mesmo que isto é uma coisa fixe”, explicou em conversa com Daniel Oliveira.

>> Tiago Teotónio Pereira recorda Pedro Lima: “Era mesmo um exemplo, para mim e para toda a gente”

Ainda assim, e apesar de ter vindo a conquistar o seu lugar, Tiago Teotónio Pereira reconhece que é a sua insegurança e que, mais do que a aprovação da família, procura a aprovação dos seus pares, dos colegas de trabalho: “Sou muito inseguro. O meu agente ouve-me muito, a minha mãe… gosto muito de ir ao psicólogo. De desporto, que faço sempre que posso (…) e esta coisa de ir ao psicólogo, de há uns tempos para cá é como ir ao ginásio para mim. Vou lá, falo um bocadinho, é o ginásio da mente. Exponho estes meus medos e estas minhas dúvidas a uma pessoa de fora e acho que isso é fundamental para perceber que não é uma coisa ridícula”.

>> Ousado, Tiago Teotónio Pereira baixa as calças em público e Inês Aires Pereira filma

Tiago Teontónio Pereira com a mãe, Mafalda Bessa

Tiago Teontónio Pereira com a mãe, Mafalda Bessa

Instagram

O ator reconhece ainda que é “um menino da mamã” e que, apesar de já não morar em casa, continua a sentir a necessidade de estar próximo da mãe, Mafalda Bessa. “A minha mãe sabe tudo da minha vida. Acho que não tenho nenhum segredo com a minha mãe, porque a minha mãe teve-me com 20 anos e gosta muito de falar. É ótima psicóloga (…) Nunca me obrigou a nada, nunca me disse vai por aqui ou por ali. Deu-me sempre oportunidade de escolher e eu acho que é isso que nos torna tão próximos. Sempre me respeitou. Sempre respeitou as minhas decisões e se eu escolher errado está lá a seguir para me dizer: ‘Não faz mal, arrisca’. Sou a pessoa mais indecisa do mundo e ligo muitas vezes à minha mãe a pedir opinião”, explicou Tiago, reconhecendo que foi um adolescente difícil, algo rebelde, e que nem sempre entendeu os momentos complicados por que a mãe estava a passar. O jovem artista disse mesmo que quando a mãe comunicou que tinha um namorado mais velho – Nicolau Breyner tinha mais 28 anos que Mafalda Bessa – nem quis conhecê-lo. Tudo não passou, no entanto, de uma fase que todos ultrapassaram formando uma nova família.

>> Mafalda Bessa: “Custa-me que o Nico tenha morrido sozinho”

Tiago Teotónio Pereira revelou ainda que a mãe “ficou desfeita e ainda está”, com a morte de Nico, em 2016, vítima de ataque cardíaco. Recorde-se que os dois anunciaram o fim do seu casamento de nove anos meses antes da morte do artista. Contudo, nunca deixaram de estar presentes na vida um do outro e Mafalda Bessa até já assumiu que Nicolau Breyner quis separar-se “por amor”, porque se sentia a envelhecer e queria dar à sua última mulher a oportunidade de ter uma vida mais adequada à sua idade.