Axelle/Bauer-Griffin

Sia decidiu "dar ouvidos" ao seu sexto sentido e impediu que a sua bailarina, Maddie Ziegler, que começou a trabalhar consigo desde os 11 anos e ficou conhecida com o tema "Chandelier", de entrar no avião com Harvey Weinstein, de 68 anos, condenado a 23 anos de prisão por abuso sexual.

Em entrevista para um programa de rádio, a cantora, que adotou no ano passado dois jovens, explicou que sempre teve a preocupação de proteger a menina, que agora tem 17 anos. "Assim que conheci Maddie, senti esse desejo extremo de protegê-la", explicou a artista, que foi avó recentemente.

"Quando ele a convidou, foi quando eu liguei e disse à mãe dela. Eu apenas disse: 'Por favor, não faça, não faça isso, não faça isso", lembrou. "O meu instinto manteve-a a salvo", afirmou.

Axelle/Bauer-Griffin