Isabel II

Isabel II

WPA Pool

No passado mês de abril, Isabel II completou 94 anos longe da família devido ao novo coronavírus, e a PBS assinalou a ocasião especial com um novo documentário, 'The Queen at War', que retrata a experiência da rainha de Inglaterra durante a Segunda Guerra Mundial.

Numa das gravações, a monarca relembra aquela que considera ter sido a "noite mais emocionante" de sua vida. A mãe do príncipe Carlos recorda o momento em que esteve no meio de uma multidão de pessoas a celebrar a rendição da Alemanha Nazi no dia 8 de maio de 1945, data essa que ficará para sempre marcado na sua memória.

Quando Londres foi bombardeada pelo blitzkrieg (guerra-relâmpago alemã) membros da família real foram levadas para o interior. Depois do anúncio da rendição, o rei Jorge VI [pai de Isabel II], que era gago, fez um discurso histórico e as pessoas encheram as ruas da capital de Inglaterra.

No documentário, Isabel II explica que o pai deixou que ela e a sua irmã, Margarida, também participassem na celebração juntamente com os transeuntes. "Lembro-me que estávamos com medo de ser reconhecidos, então coloquei o meu boné por cima dos olhos", explicou a rainha.

Porém, não existe evidências de vídeo ou fotografia que comprovem o momento. "Não há imagens da rainha na multidão que tenhamos conhecimento. Ela estava de uniforme, estava com um pequeno grupo, mas certamente não encontrámos nenhuma. Foi algo sem precedentes", afirmou o produtor do documentário, Chris Granlund, à T&C.

"Foi provavelmente a primeira vez que ela esteve numa multidão de pessoas desse tamanho sem que fosse uma ocasião cerimonial - [foi] provavelmente a primeira vez na sua vida, e provavelmente a última vez que ela foi, em certo sentido , livre para passear, relativamente livre para passear e vaguear entre uma multidão de pessoas em Londres. É bastante extraordinário", disse.