Georgina Rodríguez, Cristiano Ronaldo, Dolores Aveiro e José Andrade

Georgina Rodríguez, Cristiano Ronaldo, Dolores Aveiro e José Andrade

Instagram

Cristiano Ronaldo chegou esta madrugada ao Funchal, onde pretende passar o dia de hoje com a mãe, Dolores Aveiro, que sofreu um Acidente Vascular Cerebral isquémico no passado dia 3. O futebolista viajou para a ilha logo nas horas que se seguiram ao internamento de urgência, mas teve de regressar a Itália para os jogos da semana. Mas ontem, mal terminou mais uma partida reuniu a família e regressou à sua terra natal no seu jato privado.

>> Família de Cristiano Ronaldo afetada pelo coronavírus

Desta vez, além da namorada, Georgina Rodríguez, e do filho mais velho, Cristiano, de nove anos, o internacional português levou consigo também os filhos mais novos, os gémeos Eva e Mateo, de quase três anos, e Alana Martina, de dois, e duas amas para ajudar a tomar conta das crianças.

Cristiano Ronaldo com a namorada, Georgina Rodríguez, e os filhos: Mateo, Eva, Alana e Cristiano

Cristiano Ronaldo com a namorada, Georgina Rodríguez, e os filhos: Mateo, Eva, Alana e Cristiano

Instagram

>> A fotografia ternurenta dos filhos de Cristiano Ronaldo que está a ‘derreter’ a internet

Com o surto de Covid-19 a manter as escolas fechadas em Itália, CR7 terá certamente pensado que ter a família toda na Madeira seria a melhor forma de animar Dolores, que permanece internada no Hospital Dr. Nélio Mendonça, no Funchal.

>> As primeiras palavras de Dolores Aveiro depois do AVC: “Tudo não passou de um susto. Fui uma sortuda”

Recorde-se que os Bombeiros Sapadores do Funchal foram chamados a casa da matriarca do clã Aveiro pelas 4h15 da madrugada de 3 de março. De acordo com a imprensa local, às 4h40 já se encontrava no hospital, onde foi submetida a duas intervenções: uma química, chamada de trombólise, e outra mecânica, uma trombectomia. Os especialistas referem que o pronto socorro é fundamental em casos destes e que, quanto mais rápido a pessoa for intervencionada, menos sequelas corre o risco de ter.