William, Harry, Meghan Markle e Carlos de Inglaterra

William, Harry, Meghan Markle e Carlos de Inglaterra

Getty Images

O príncipe Harry de Inglaterra e a mulher, Meghan Markle, decidiram afastar-se da esfera pública, abdicando dos seus títulos reais, em busca de “uma independência financeira” e de “uma vida mais pacífica”, como os próprios esclareceram em comunicado. Contudo, Omid Scobie, especialista em realeza, garante que o duque de Sussex continuará a receber dinheiro do pai. “O príncipe Carlos irá continuar a oferecer apoio financeiro, eles irão continuar a marcar presença em eventos da rainha (…) e mantém-se alguns detalhes, incluindo a segurança e o uso do nome ‘Sussex Royal’”, esclarece em declarações ao Daily Mail, antes de completar: “Harry e Meghan continuarão a receber cerca de 2,7 milhões de euros anuais por parte do príncipe Carlos. Este dinheiro vem das receitas geradas pelo ducado da Cornualha”.

>> Príncipe Harry emociona-se ao falar de Meghan: “É a mulher por quem me apaixonei e estamos a dar um salto de fé”

Por esclarecer fica a questão da segurança do casal em viagem e das deslocações. A mesma publicação revela que o primeiro-ministro canadiano, Justin Trudeau, já se prontificou a assumir parte das despesas de segurança, uma vez que viverão essencialmente no Canadá. Contudo, o ministro das Finanças do país não terá aprovado esta ideia, afirmando que as mudanças na vida dos duques de Sussex não devem servir para sobrecarregar os contribuintes.

>> Beijo entre Melania Trump e primeiro-ministro do Canadá chama a atenção do mundo

Certo é que o casal está longe de ficar na miséria: Harry tem uma fortuna acumulada de 40 milhões de dólares e Meghan ganhou mais de sete milhões com a sua carreira de atriz.

Reveja também o primeiro discurso de Harry após o anúncio: