Christopher Furlong

O príncipe André quebrou o silêncio e falou pela primeira vez, à BBC Newslight, sobre o escândalo sexual do amigo Jeffrey Epstein, bilionário condenado por abuso de menores e por liderar uma rede de tráfico sexual, que morreu em agosto deste ano depois de ter sido preso.

O filho de Isabel II enfrentava várias alegações de envolvimento no caso, devido à proximidade com Epstein. Apesar de se ter declarado inocente, o duque de Iorque acabou por assumir a gravidade da polémica e arrependimento por se ter mantido amigo do empresário após este ter sido considerado culpado. "Fiquei com ele... Martirizei-me por isso diariamente, porque não foi algo digno de um membro da família real. Nós tentamos manter os mais altos padrões e práticas e eu desiludi esse lado. É tão simples quanto isso", disse.

Príncipe William diz que droga "tinha cheiro agradável" e causa polémica: