Paul Burrell, antigo assistente pessoal e mordomo da princesa Diana comentou no Entertainment Tonight as comparações entre a princesa de Gales e Meghan Markle.

»» Meghan Markle 'segura' lágrimas ao falar sobre maternidade e pressão mediática: "Poucas pessoas perguntaram se estou bem"

"Não acho que os media estejam a ser justos com Meghan e Harry. Ela tornou-se parte da realeza, mãe e mulher num ano, é uma grande pressão. O que mais querem fazer-lhe antes dela ficar com uma doença mental?" comentando o que a duquesa de Sussex pode aprender com a história de Diana no documentário Princess Diana's 'Wicked' Stepmother.

»» Afinal de contas o que aconteceu no esquisito abraço que Meghan Markle deu neste evento?

"Se Diana fosse viva, teria corrido em direção a ela [Meghan] e dava-lhe um abraço. Teria dado todos os conselhos. Acho que Diana diria: 'Não faças o que eu fiz, não ouças nada do que é dito sobre vocês. Não leias, não vejas. Vocês sabem quem são», explicou Paul Burrell.

Recorde-se que o ex-mordomo real é acusado, por diversas ocasiões, de vender e fabricar informações a troco da família real a troco de dinheiro.