Grávida do primeiro filho, Marta Rangel não podia estar mais radiante. Porém, o ano de 2020 também trouxe algumas preocupações à ex-participante de Casados à Primeira Vista. A antiga jornalista esteve internada nos cuidados intensivos na sequência de uma infeção por Covid-19.

Num vídeo partilhado nas redes sociais, Marta Rangel dá conta de que sempre foi "saudável" e que tomou sempre as devidas precauções, porém um almoço de aniversário com seis familiares próximos terá bastado para ficar infetada.

"Tenho 39 anos, sempre fui saudável, nunca tive problemas de saúde graves ou qualquer problema pulmonar (nem sequer asma), não pertenço a grupos de risco e sempre tive todos os cuidados: manter a distância social, usar máscara, respeitar a etiqueta respiratória, lavar as mãos com frequência e/ou desinfetar com álcool-gel, limpar as superfícies onde tocamos com regularidade, etc, etc.", começou por contar

"Mesmo assim, fiquei infetada com Covid-19, presumivelmente, no meu almoço de aniversário com a família mais próxima - apenas 6 pessoas, todas a usar máscara, sem abraços nem beijinhos. Apenas retirámos a máscara à mesa, para almoçar", prosseguiu.

"A verdade é que tive sintomas graves, que evoluíram para pneumonia, e fui internada no Hospital São Francisco Xavier no dia 27 de novembro. Estive inclusivamente três dias nos cuidados intensivos. Tive alta no dia 5 de dezembro", revelou.

>> 'CASADOS À PRIMEIRA VISTA': MARTA RANGEL RECORDA PERDA TRÁGICA

Por fim, a ex-participante do programa da SIC aproveitou para agradecer a todos os profissionais de saúde que a assistiram e deixou um alerta.

"Partilho o meu testemunho com duas intenções. Primeira: alertar que a Covid-19 não é uma gripe nem afeta só as pessoas mais velhas, doentes e vulneráveis. Segunda: agradecer e homenagear todos os profissionais de saúde - médicos, enfermeiros, auxiliares - do Hospital São Francisco Xavier que foram extraordinários na forma como cuidaram de mim, me protegeram e acarinharam. Foram mais do que profissionais, foram os meus anjos da guarda", acrescentou.