José Condessa

José Condessa

Instagram

José Condessa partiu para o Brasil no ano passado para gravar a novela Salve-se Quem Puder, ao lado de nomes como Deborah Secco, Juliana Paiva e Thiago Fragoso. O projeto estreou no início deste ano, mas o ator viu-se obrigado a sair a meio.

Com todas as restrições impostas pela pandemia Covid-19, o projeto de ficção da Globo foi suspenso por um período indeterminado. Mas, ao contrário do que foi primeiramente noticiado no Brasil e depois em Portugal, o ator português, de 23 anos, não quebrou nenhum acordo. "O ator já tinha compromissos assumidos em Portugal para quando terminasse Salve-se Quem Puder. Com a pandemia, os cronogramas de gravação foram afetados e o ator não terá como terminar a novela. A Globo já estava ciente do compromisso do ator, mas não foi possível conciliar as agendas, infelizmente", diz o comunicado da Globo, citado pelo site brasileiro Extra.

José Condessa já tinha, assim, o compromisso de protagonizar uma novela portuguesa e a Globo estaria a par da situação. A sua saída não deixa de causar algum transtorno, já que o autor da trama, Daniel Ortiz foi obrigado a reescrever 40 episódios.

»» Após meses de distância, José Condessa e Bárbara Branco voltam a estar juntos: "O reencontro mais aguardado"

José Condessa em 'Salve-se Quem Puder'

José Condessa em 'Salve-se Quem Puder'

Instagram

Depois de toda a tinta que correu na imprensa, no Brasil e em Portugal, o ator quis esclarecer a polémica e defender-se das acusações de falta de profissionalismo.

Pensei muito antes de escrever sobre este assunto, mas tornou-se difícil não me pronunciar depois de ler algumas notícias que puseram em causa duas coisas muito importantes para mim, e pelas quais tenho o maior respeito: o valor da minha palavra e o meu trabalho. Infelizmente não vou conseguir terminar a novela Salve-se Quem Puder, não por decisão minha, mas porque tenho há muito tempo vários compromissos agendados em Portugal que não posso abandonar. Compromissos esses, que foram dados a conhecer à Globo e a todas as partes envolvidas, antes mesmo de assinarmos contrato. Estes compromissos não seriam um obstáculo se este vírus, que surpreendeu o mundo inteiro, não nos tivesse vindo trocar as voltas e alterar o rumo das coisas – alterou, inclusivé, as datas de fim da novela, previstas para Junho/Julho. Desde o primeiro momento, eu e a emissora estivemos juntos, e tentámos encontrar uma solução, mas a situação actual do Brasil tem vindo a atrasar ainda mais as datas de regresso das gravações”, começa por esclarecer num comunicado publicado na sua página de Instagram.

“Desde muito cedo que entendi que há três coisas que tenho como preciosas: a minha palavra, o meu profissionalismo e a profunda gratidão por tudo o que tenho oportunidade de fazer e pelas pessoas que tenho comigo nesta jornada. A minha palavra é a coisa mais valiosa que tenho. Assim que dei a minha palavra à Globo e me tornei parte do elenco da novela, surgiu um outro projecto internacional que, logicamente, rejeitei. Por várias vezes isto aconteceu ao longo do tempo que estive no Brasil, e a minha postura foi e será sempre a mesma: um compromisso é um compromisso. Trabalho todos os dias para ser o melhor profissional que consigo ser. Profissionalismo, para mim, não passa só por trabalhar para ser um bom actor. Traduz-se também na forma como trato todos aqueles com quem trabalho e que confiam em mim. Como tal, e como é meu hábito, desde o primeiro dia, tentei ser o mais correcto com a Globo e com todos os meus colegas de trabalho e, até ao último momento, tentei arranjar uma solução junto com a emissora que não passasse por ter de sair da novela. E para encerrar este assunto, que me tem deixado muito triste nos últimos dias, quero fazer vários agradecimentos”, continuou. Leia aqui o comunicado na íntegra!