Sharon Stone relembrou um dos momentos mais difíceis da sua vida: o acidente vascular cerebral (AVC) que sofreu em 2001. Em entrevista para o 'Good Morning Britain', a atriz viu a sua experiência de um ponto de mais espiritual.

"Acredito que são as duas coisas. No meu caso, quando isso aconteceu comigo, tive todas aquelas coisas de que a maioria das pessoas fala, como o facto de veres uma luz, saíres do teu corpo, ter uma sensação de ser puxado para fora e para cima", contou.

"Tive a sensação de ver as pessoas que morreram antes de mim, tive a sensação de comunicar com elas e uma sensação meio efémera, não realmente com o diálogo em si, mas de compreender que estávamos a comunicar. E, de repente, tive uma dor gigantesca, como se tivesse levado um pontapé no peito", disse.

Os médicos estimaram que a probabilidade da atriz sobreviver era de 1%. "Estava muito claro que eu tinha escolhido voltar à sala", afirmou.