Harry e Meghan Markle estão a construir uma nova vida nos Estados Unidos. Com contratos milionários com a Spotify e a Netflix, o casal vive numa mansão em Los Angeles e prepara novos projetos. Recentemente, Harry contou qual a primeira palavra do filho, porque saiu do Reino Unido, mas também o início da relação com Meghan, que está grávida do segundo filho.

Ao The Late Late Show, Harry explicou que não precisou de muito temo para perceber que Meghan era a pessoa certa. "No segundo encontro, eu comecei a pensar: 'Uau, isto é muito especial'. Simplesmente pelo facto de que nos demos bem e ficámos muito confortáveis um com o outro", começa por contar antes de exemplificar como se processam os primeiros encontros de quem se interessa por um membro da família real.

Max Mumby/Indigo

Harry conta que os primeiros encontros são, de certa "invertidos", começando pelos mais privados. "Todos os encontros viram jantares, ver televisão ou conversar em casa. Daí, eventualmente, quando já sé um um casal, é que se aventuram em jantares, cinema e mais coisas", descreve.

"Então, na verdade, passámos muito tempo a sós, em vez de ir às casas de amigos ou ir jantar fora, onde havia outras distrações", sublinhando que é tudo feito ao contrário de uma vida dita 'normal'. Graças a essa dinâmica, a relação avançou rapidamente nos primeiros dois meses. "Não havia distrações e isso foi ótimo. Foi uma coisa incrível; fomos do zero aos 100 km/h", exemplificou.