Príncipe Harry e Meghan Markle

Príncipe Harry e Meghan Markle

Getty images, Max Mumby/Indigo

O mundo ficou boquiaberto quando o príncipe Harry e a mulher, Meghan Markle, anunciaram que se iriam mudar para a Califórnia, deixando assim de ser membros séniores da família real britânica.

Na noite desta quinta-feira, 25 de fevereiro, o neto da rainha Isabel II explicou em entrevista para o programa 'The Late Late Show' algumas das razões que o levaram a tomar tal decisão. "Eu não estava a virar as costas, estava a dar um passo atrás ao invés de renunciar", disse ao apresentador James Coden, citado pela People.

"Foi um ambiente realmente difícil, como acho que muitas pessoas viram. Todos nós sabemos como a imprensa britânica pode ser. Estava a destruir a minha saúde mental", contou. "Isso é tóxico, então eu fiz o que qualquer marido e qualquer pai faria, que é 'preciso de tirar a minha família daqui', mas nunca fomos embora", explicou.

O filho da princesa Diana também pareceu opor-se à declaração da avó onde esta afirmou que "não é possível continuar com as responsabilidades e deverem que vêm com uma vida pública". "Quaisquer que sejam as decisões tomadas nesse lado [família real], eu nunca desistirei. Sempre irei contribuir. A minha vida é um serviço público, então onde quer que eu esteja no mundo será a mesma coisa", garantiu.