Marcelo Rebelo de Sousa

Marcelo Rebelo de Sousa

Instagram

Marcelo Rebelo de Sousa revelou há dias os seus planos para o Natal. O Presidente da República previa almoçar fora no dia 23, com a sua família brasileira, e jantar no mesmo dia com os irmãos e as cunhadas. Já no dia 24, o chefe de Estado tinha combinado jantar com outras cinco pessoas. Para dia 25 ainda não tinha planos, mas ainda havia “dúvidas” quanto ao que aconteceria no dia 26. “Tenho da família portuguesa, isto é, netos [que vêm] para Portugal, e família portuguesa: são sete [pessoas]", disse em entrevista à TVI.

Ora estas declarações não caíram bem juntos da comunidade científica, que alertou para o perigo de haver tantas reuniões familiares, com grupos de pessoas distintos, o que aumenta o risco de contágio por novo coronavírus. Acusado de não ser um bom exemplo para os portugueses, Marcelo Rebelo de Sousa acabou por reconsiderar. "Tendo visto que alguns epidemiologistas ficam sensibilizados de eu ter muitas refeições, já reduzi a uma refeição. Já só haverá uma refeição em casa, com cinco pessoas", explicou depois de entregar as assinaturas da candidatura presidencial no Tribunal Constitucional. “É o mínimo dos mínimos que terei no Natal (…) O meu Natal fica, assim, reduzido ao dia 23. Na quinta-feira e na sexta-feira, 24 e 25 não haverá encontros familiares”, concluiu.

Recorde-se que Marcelo Rebelo de Sousa tem quatro netos a viver no Brasil. Francisco, de 16 anos, Maria Teresa, de 14, Maria Madalena, de 13, e Maria Luísa, de dez, vivem com a mãe, Rita Sousa Coutinho, ex-mulher do filho do Presidente, Nuno Rebelo de Sousa.