DR

Esta quinta-feira, dia 8 de outubro, Sofia Alves esteve à conversa com Júlia Pinheiro onde fez revelações inéditas e falou sobre um momento mais difícil da sua vida: um cancro de pele aos 40 anos.

Hoje, com 47 anos, a atriz abriu o seu coração e falou pela primeira vez sobre como lutou contra a doença. "É daquelas coisas que achamos que só acontecem aos outros", começou por dizer.

A nova estrela da SIC explicou que começou a aparecer-lhe um sinal, mas ignorou-o por ser pequeno. Esse mesmo sinal foi crescendo e tornando-se "negro e do tamanho de um dedo".

"Era enorme, de alto revelo e sangrava imenso. Tinha imensa vergonha, porque achava que era uma verruga e andava sempre a tapar", relembrou.

Foi o seu marido, o encenador Celso Cleto, que ao aperceber-se da gravidade da situação, marcou uma consulta. "Foi difícil, de facto, na altura. A raiz já estava a chegar ao osso. Fiz uma intervenção, que não correu bem. Fiz a segunda, felizmente, a quimioterapia foi oral e tudo correu lindamente", contou.

Ao seu lado esteve sempre o marido, que recebeu a carta com o diagnóstico, tendo sido essa uma das principais razões para ter mantido sempre a esperança. "Tenho um grande homem", afirmou.