Reprodução Instagram, DR

Manuel Luís Goucha não ficou indiferente à mais recente polémica que envolve o cantor Olavo Bilac. O artista está a ser alvo de sucessivas críticas depois de ter atuado num jantar do Chega e de ter posado ao lado do líder do partido, André Ventura, para uma fotografia.

Perante esta onda de indignação e após Olavo Bilac ter feito um esclarecimento nas redes sociais onde pediu desculpas e admitiu não ser apoiante do partido, o apresentador resolveu manifestar publicamente a sua opinião.

Olavo Bilac atuou num jantar do Chega. Trabalho é trabalho... (e não bonda para os artistas) depois tirou uma foto e pelo visto foi arrasado nas redes sociais a ponto de se ter visto obrigado a dar explicações no seu Instagram”, começou por escrever na sua página de Instagram.

“A única coisa que vejo de errado nesta foto é o facto de não ter sido respeitado o distanciamento físico. Pois eu, tanto tiro uma foto com André Ventura como com Catarina Martins, se mo pedirem, claro, e a metro e meio de distância de cada um. Já agora uma pergunta, que estou de férias e posso ter perdido alguma coisa: já não vivemos em Democracia?. (Agora podem-me arrasar à vontade ... que não dou explicações. Já chega”, rematou.

Reprodução Instagram, DR

Porém, tais palavras de Manuel Luís Goucha não caíram bem entre alguns internautas, que discordaram da opinião do apresentador.

“Péssima postura, não vale tudo!?", escreveu uma seguidora. Não é a mesma coisa tirar uma foto com a Catarina Martins ou com o André Ventura por este senhor é de extrema direita e xenófobo. O trabalho ou o dinheiro, melhor dizendo, não pode justificar este tipo de opção. São valores humanos q estão em causa e o público do Olavo Bilac ofendeu se porque , de facto, este André Ventura é tudo menos inclusivo e pro-igualdade”, comentou outro internauta.

Quem também manifestou o seu desacordo com Manuel Luís Goucha foi Iva Domingues, que lembrou atos de discriminação e violência cometidos por seguidores da extrema direita.

“Quero apenas recordar que depois do ataque a tiro a uma discoteca gay, que matou 49 pessoas em Orlando, nos EUA , a extrema direita cristã veio comemorar! Lembrar ainda que Irão, Arábia Saudita, Iémen, Nigéria e Somália mantêm ainda hoje, a pena de morte para homossexuais ( nenhum destes países é de esquerda)”, pode ler-se.

Iva Domingues

Iva Domingues

Instagram

De salientar ainda, que por outro lado, houve internautas que mostraram partilhar a mesma opinião que Manuel Luís Goucha.Não podia estar mais de acordo com as suas sempre sábias palavras”, comentou uma seguidora. Seguindo-se comentários como: “Grande Manuel Luís obrigada por ter publicado este post” ou “Manuel Luís Goucha sempre sensato. Adoro”.