Manuel Luís Goucha

Manuel Luís Goucha

Instagram

Manuel Luís Goucha já falou em diversas ocasiões da relação distante que tinha com o pai, de quem a sua mãe se separou quando era ainda muito pequeno. Mas esta quarta-feira, 1 de julho, durante uma conversa com o reputado psiquiatra e escritor português Daniel Sampaio, a propósito do seu mais recente livro Dá-me a Tua Mão e Leva-me, que fala da evolução da relação entre pais e filhos, lembrou um momento de convivência com o seu pai que o marcou profundamente.

Explicando que vivia em Coimbra com a mãe, recordou uma conversa que aconteceu durante uma visita rara ao progenitor na capital: “A primeira vez que vim passar férias com o meu pai a Lisboa tinha uns sete, oito anos e cheguei e disse: ‘papá’. A resposta dele: ‘papá nada, pai, homem que é homem não trata o pai por papá’”.

Estas palavras, reconhece, marcaram-no muito, embora nunca as tenha repetido. “Nunca contei isto, isto ficou, nunca mais me esqueci”, explica.