Tibrina Hobson

Numa altura em que Ellen DeGeneres está debaixo de fogo após vários ex-funcionários do programa 'The Ellen DeGeneres Show' terem revelado que o ambiente era tóxico, com episódios de racismo e assédio nos bastidores, são cada vez mais os relatos na primeira pessoa sobre as atitudes da apresentadora.

Recentemente, uma antiga empregada de mesa contou um episódio que aconteceu num restaurante onde trabalhava na altura, em Los Angeles, que a deixou com uma ideia completamente diferente de Ellen.

Chris Farah, que atualmente trabalha como comediante e atriz, explicou que atendeu a apresentadora e a sua esposa, Portia de Rossi, no restaurante vegetariano Real Food Daily, em 2014, e que inicialmente "tudo ocorreu normalmente".

"Fui muito simpática e calorosa, fui realmente uma ótima empregada de mesa", disse Chris ao Daily Mail. Embora Ellen não tinha apresentado nenhuma queixa na altura, a funcionária foi confrontada pelos gerentes se tinha atendido a apresentadora. Chris pensou que fosse alguma "coisa boa", no entanto Ellen tinha feito uma reclamação a dizer que as unhas da empregada de mesa estavam em mau estado.

>> Ellen DeGeneres pede desculpa aos funcionários depois de revelações polémicas

"Ela esforçou-se para tentar magoar alguém que estava abaixo dela, que a estava a servir. Tentar tirar o dinheiro que recebo em duas semanas porque não gosta da aparência das minhas unhas? Não tem nada a ver com a imagem dela de 'sê bondoso'. É desnecessariamente cruel", afirmou.