Foram revelações polémicas e que motivaram um pedido de desculpas de Ellen Degeneres. Onze funcionários (já existem mais relatos) revelaram ter sido alvo de alvo de racismo, assédio, bullying e intimidação durante o trabalho. Várias personalidades já defenderam a apresentadora, como Katy Perry, que não conseguiu escapar-se a várias críticas.

Nas redes sociais, a cantora falou que "só teve bons momentos" nas ocasiões em que deu entrevistas para o rosto do programa.

"Eu acho que nós testemunhamos a luz e a luta contínua por igualdade que ela tanto defendeu por décadas através da sua plataforma", sublinhou..

Tony Okungbowa

Tony Okungbowa

Donato Sardella

As críticas

"Tu és rica e conhecida, Katy. Podes ter tido uma experiência positiva, mas os funcionários dela e colegas de trabalho falaram sobre como são maltratados, não podes simplesmente invalidar as suas experiências e sentimentos" lê-se numa das respostas no Twitter.

Além das centenas de mensagens que ecoam as mesmas críticas, muitos fãs reparam que várias celebridades como Ashton Kutcher, usaram as mesmas frases para defender a apresentadora, criticando a falta de cunho pessoal e alegando uma estratégia visível de relações públicas.

»» APÓS POLÉMICA, MULHER DE ELLEN DEGENERES MANIFESTA-SE NAS REDES SOCIAIS

Tony Okungbowa que foi DJ durante 2003-2006 e 2008-2013, uma figura acarinhada pelos espectadores, confirmou o ambiente hostil do programa. "Apesar de estar grato pela oportunidade que isso me proporcionou, experimentei e senti a toxicidade do meio ambiente e estou em solidariedade com meus ex-colegas na luta por um ambiente de trabalho mais saudável e inclusivo, à medida que o programa avança", revelou.