Getty Images

O novo livro de Mary L. Trump, sobrinha do atual presidente dos Estados Unidos, está a gerar controvérsia. 'Too Much and Never Enough: How My Family Created the World’s Most Dangerous Man’, que tem lançamento previsto para o dia 14 de julho, revela alguns dos segredos mais bem guardados de Donald Trump.

A imprensa internacional tem tido acesso a algumas cópias da obra, nomeadamente sobre a relação do líder americano com outras celebridades. Segundo o Daily Star, a autora da obra afirma que o tio teceu comentários pejorativos sobre Madonna após a cantora o ter rejeitado.

Ele tinha em mente uma coleção de mulheres com quem esperava sair, mas que depois quanto o recusavam elas tornavam-se as piores, mais feias e mais gordas que ele já tinha conhecido”, conta a sobrinha de Trump.

As maiores tampas que ele levou foram da Madonna, que mastigou uma pastilha elástica de uma forma que ele achava ‘não atraente’, e a Katarina Witt, uma esquiadora olímpica alemã, dona de dois ouros olímpicos e quatro vezes campeã do mundo, que ele dizia ter panturrilhas [barriga da perna] grandes demais’”, explicou.

Recorde-se que Madonna chegou a ser investigada pelas autoridades norte-americanas, em 2017, por dizer durante um protesto em Washington que sonhava em explodir a Casa Branca