Reprodução Instagram, DR

Madalena Abecasis abriu o seu coração este sábado, 27 de junho, na sua conta de Instagram num texto emotivo onde fala sobre a sua experiência com a maternidade.

A influencer, mãe de três filhos, sofreu mais do que um aborto - uma experiência que a moldou para o resto da vida. No texto, Madalena começa por explicar como foi uma grávida "tasse'bem" na sua primeira gravidez e como isso mudou.

"Fui mãe desta matulona aos 24 anos. Ainda morava em casa dos meus pais e estava a terminar o curso de 5 anos de design industrial. Lembro-me de andar km’s a pé para ir para a universidade com mega barrigão. De ter de sair do comboio a meio caminho, tal era o enjoo, e a voltar a entrar no seguinte, para n perder as aulas. Comecei também a tirar a carta de condução e tenho quase a certeza q passei pq o instrutor teve pena de mim, que nem o cinto conseguia pôr em condições. Levava uma vida de adolescente, saia à noite sem problemas, mesmo quando já só conseguia rebolar na pista. Não me preocupava, estava tudo bem. Era uma grávida tasse’bem", começou por afirmar.

»HALSEY FALA SOBRE TRÊS ABORTOS QUE SOFREU, UM DELES DURANTE CONCERTO: "É DESMORALIZANTE"«

"Tinha até pensado levar a Francisca, com 3 anos, à eco morfológica, para ver o mano. Coincidências da vida, acabou por não vir porque estava doente. E foi aí que descobri que o meu bebé tinha uma patologia grave no coração, o que me levaria a ter de interromper a gravidez com um parto normal já a bater nos 6/7 meses, dias depois. Saí esbaforida da clínica e sentei-me no passeio em frente ao edifício a chorar compulsivamente, nem sei durante quanto tempo. Depois fazer o parto ao lado de outras grávidas a terem os seus bebés, e eu sem nenhum.. esse momento mudou a minha vida e a minha visão perante a gravidez. E depois o ter de explicar onde estava o mano, e o responder às pessoas que me viam já sem barriga, a perguntar se o bebé era bonzinho. Tornou-me uma pessoa nervosa, ansiosa, atenta, mas muito dramática. Era impensável ter mais filhos", continuou.

»ANTÓNIO RAMINHOS REVELA QUE A MULHER SOFREU DOIS ABORTOS:"LEMBRO-ME PERFEITAMENTE DISTO. NUNCA MAIS ME ESQUECI"«

No entanto, a influencer voltou a engravidar e voltou a sofrer uma experiência traumática, que a deixou ainda mais assustada: "Anos depois, quando engravidei do Zé, vi as marcas psicológicas que tinham ficado. Não era a mesma tasse’bem de antes. Depois do Zé mais 2 abortos espontâneos até conseguirmos a Júlia. A gravidez dela então foi o cúmulo da ansiedade, sp que ia fazer xixi olhava para as cuecas a ver se tinha alguma mancha de sangue. Realmente, as vivências, experiências de vida, moldam-nos de formas q nunca pensámos. Eu q enchia a boca a dizer que as grávidas-não-me-toques eram umas atrofiadas, e q nunca jamais me iria tornar numa... bem dito, bem feito. Acho que se engravidasse outra vez, já só lá ia se me enfiassem enrolada dentro de papel-bolha", concluiu.

Nos comentários foram várias as seguidoras que se identificaram com o seu testemunho, incluíndo Inês Folque, que também sofreu um aborto antes de ter o seu primeiro filho (recorde aqui).

"Isso de ir à casa de banho... Eu também perdi um antes do Tomás e passei a gravidez toda do Tomás assim... e é mesmo o que tu dizes... muda-nos completamente... também achei que ia ser grávida tasse bem. A minha gravidez também foi vivida com o coração nas mãos, é inevitável e só quando o tive ao colo é que respirei e gozei. E mesmo assim medos e ansiedades não desaparecem todos", escreveu a apresentadora.

Reprodução Instagram, DR