Reprodução Facebook, DR

O antigo Presidente da República, Ramalho Eanes, deixou o país emocionado com o discurso que deu em entrevista à RTP, ora recorde.

Neste discurso, o político afirmou que, se necessário, estaria disposto a ceder o ventilador a um homem mais novo e com família, já que ele é um "velho".

Sem conseguir ficar indiferente a tamanha declaração, António Sala escreveu-lhe uma carta pública, que publicou na sua conta de Facebook.

"Caríssimo amigo, não poderia deixar de lhe transmitir o quanto as suas palavras durante a sua brilhante intervenção na RTP 1 me tocaram profundamente. Como velho que sou, e que já desde há muito vou caminhando nesta estrada da vida, senti-me, como raras vezes terá acontecido, representado de forma absolutamente digna e verdadeiramente superior nas suas pujantes e sábias palavras", começou por afirmar.

De seguida, deixou ainda umas fortes palavras de agradecimento: "Como homem e simples cidadão, agradeço-lhe o neste momento dramático para todos nós e para todo o mundo, ter-me feito sentir orgulhoso de ser português, e poder dizer com vaidade, que é uma enorme honra Vossa Excelência ter sido Presidente do meu país. Um dos grandes Presidentes de Portugal. São personalidades como Vossa Excelência, autêntica reserva moral deste país e deste povo, que nos faz acreditar que a Pátria e as gentes lusitanas, podem ser dignas de uma História fantástica, que transportam no seu sangue há mais de novecentos anos. Muito obrigado por nos estimular neste momento e desta forma, nesse desiderato".

Na verdade são vários os portugueses, conhecidos e não só, que têm vindo a agradecer e elogiar a atitude de Ramalho Eanes perante a situação atual por que passamos.