FRANCK FIFE

Toby Price, atual campeão do Dakar nas motos, foi o primeiro a encontrar Paulo Gonçalves, o piloto português que morreu este domingo, dia 12 de janeiro, durante uma prova na Arábia Saudita.

Visivelmente em choque, o australiano partilhou, nas redes sociais, um relato arrepiante do momento em que encontrou o colega que se terá despistado no deserto durante a 7ª etapa da prova.

"A etapa de ontem começou bem, a bom ritmo, estava a sentir-me bem na moto. O Paulo saiu para a etapa uns cinco minutos antes de mim e o pior aconteceu. Cheguei a uma pequena duna e vi um piloto caído, era o Paulo. Pensei logo no pior, sabia que era sério. Pedi ajuda o mais rápido possível e coloquei-o de lado (nessa altura pareceu-me ainda mais sério). Voltei a pedir ajuda, nesta fase o Ctefan Svitko chegou e tentou ajudar-me como pôde" Começa por dizer, revelando que acabaram por ser assistidos por ajuda especializada. "Ajudei a levá-lo para o helicóptero, era o que devia fazer. Tinha sido o primeiro a chegar junto dele e queria ser o último a sair" continuou, visivelmente em choque", continuou.

"Vamos sentir falta do teu sorriso e das tuas gargalhadas.Os meus últimos 250 km da etapa foram duros, estou desidratado de tanto chorar. Neste momento não estou interessado no resultado, não quero saber. Os nossos pensamentos estão com a família e os amigos, hoje não vamos disputar a etapa 8, pela mota número 8, em respeito pela família, pelos amigos e pela perda do nosso herói. Obrigado a todos pelas mensagens de apoio que nos chegaram de todo o mundo, especialmente de Portugal. Nós somos humanos e isto não é apenas uma corrida. Abdicaria de todas as minhas vitórias para ter alguns dos meus amigos da corrida de volta..." rematou.