Quando o marido da rainha Isabel II decidiu afastar-se da vida pública devido à idade avançada, o príncipe William e o irmão, Harry, passaram a ter um papel mais importante, assumindo grande parte da agenda oficial. Contudo, depois do casamento com Meghan Markle e do nascimento do primeiro filho de ambos, Archie, em maio último, o filho mais novo de Carlos de Inglaterra e Diana de Gales começou a acusar algum cansaço e a mulher não escondeu que não estava a conseguir lidar com toda a pressão mediática inerente ao facto de estar casada com um príncipe.

Em novembro último, os dois decidiram mesmo deixar o Reino Unido e passar algumas semanas nos Estados Unidos e Canadá para terem tempo de qualidade em família. E esta quarta-feira, 8 de janeiro, chegou o comunicado oficial que confirma o que muitos já suspeitavam: Harry vai abdicar das suas funções reais por amor a Meghan.

O comunicado de Harry e Meghan a anunciar o afastamento da vida pública

O comunicado de Harry e Meghan a anunciar o afastamento da vida pública

Twitter

Após vários meses de reflexão e discussões internas, optámos por fazer uma transição este ano de forma a desempenhar, de forma gradual, um novo papel [na família real britânica], lê-se no comunicado partilhado na página oficial dos duques de Sussex no Instagram.

No mesmo documento, Harry e Meghan revelam que, de agora em diante, o seu tempo será dividido entre o Reino Unido e a América do Norte, onde nasceu e sempre viveu a ex-atriz, e que está nos seus planos fundar uma instituição de caridade.

Leia o comunicado na íntegra:

"Após vários meses de reflexão e discussões internas, optámos por fazer uma transição este ano de forma a desempenhar, de forma gradual, um novo papel [na família real britânica]. A nossa intenção é deixarmos de ser membros 'sénior' da Família Real e trabalhar para sermos independentes financeiramente enquanto continuamos a apoiar por completo Sua Majestade, a Rainha. Com o vosso encorajamento, particularmente nos últimos anos, sentimo-nos preparados para fazer este ajuste.

"Agora planeamos dividir o nosso tempo entre o Reino Unido e a América do Norte, continuando a honrar os nossos deveres com a Rainha, a Commonwealth e os patrocínios. Este balanço geográfico vai permitir-nos educar o nosso filho para que aprecie a tradição real na qual nasceu, além de dar espaço à nossa família para se concentrar na próxima etapa, incluindo o lançamento da nossa nova organização de caridade.

"Desejamos partilhar todos os detalhes desta nova etapa quando chegue o momento, enquanto continuamos a colaborar com Sua Majestade, a Rainha, o Príncipe de Gales, o Duque de Cambridge e todos os outros membros. Até lá, aceitem o nosso mais profundo agradecimento pelo vosso apoio", refere, por fim, o comunicado.

Reveja o vídeo do momento em que a duquesa de Sussex chorou durante uma entrevista, assumindo que não era fácil estar no centro das atenções: