Cristina de Espanha e Iñaki Urdangarín

Cristina de Espanha e Iñaki Urdangarín

Getty Images

Detido desde junho de 2018, por crimes fiscais, Iñaki Urdangarín conseguiu autorização do tribunal para passar o Natal em família. Uma vez que já cumpriu um quarto da pena (cinco anos e dez meses de prisão efetiva), o juiz considerou que o marido da infanta Cristina reunia as condições necessárias a ter a sua saída precária, de quatro dias.

Iñaki Urdangarín, com a mulher, a Cristina de Espanha, as cunhadas Elena e Letizia, e o cunhado, o rei Felipe VI, numa das suas últimas aparições públicas ao lado da família real

Iñaki Urdangarín, com a mulher, a Cristina de Espanha, as cunhadas Elena e Letizia, e o cunhado, o rei Felipe VI, numa das suas últimas aparições públicas ao lado da família real

Pascal Le Segretain

Esta é uma oportunidade para o genro do rei Juan Carlos de Espanha se reunir com a mulher e os quatro filhos de ambos, Juan Valentín, de 19 anos, Pablo Nicolás, de 18, Miguel, de 17, e Irene, de 14. Contudo, resta saber se a infanta Cristina se juntou, de facto, ao marido nestas festividades, uma vez que as últimas notícias dão conta da sua vontade de avançar com o divórcio para ganhar novamente a confiança da família real espanhola. Além disso, vários meios de comunicação espanhóis adiantaram, há vários meses, que a antiga duquesa de Palma (o título foi-lhe retirado pelo irmão, Felipe VI, aquando do escândalo do caso Nóos, que acabou com a condenação de Iñaki) mantinha uma relação extraconjugal o ator Juanjo Puigcorbé, casado com a também atriz Lola Marceli.

Iñaki Urdangarín e a infanta Cristina de Espanha

Iñaki Urdangarín e a infanta Cristina de Espanha

Getty Images

Certo é que Cristina continua a sua vida em Genebra, na Suíça, para onde se mudou com os filhos quando começaram as acusações de fraude fiscal ao marido e Iñaki cumpre pena em Espanha. As visitas, essas, são cada vez mais raras.