Dois meses depois de ter sido apontada como o pivô do final do casamento de José Loreto e Débora Nascimento (saber mais aqui) , Marina Ruy Barbosa esclareceu toda a polémica em torno do assunto numa entrevista ao cronista social brasileiro, Leo Dias.

“Esse problema nunca foi meu, mas claro que me abalou. Claro que me abalou. Eu dei a minha declaração imediatamente deixando claro que não tinha nenhum envolvimento com ele. Ele deu a dele falando que não houve traição e pediu respeito. Enfim, cada um fala e se posiciona da forma que acha que deve. Respeito e só posso me responsabilizar pelos meus atos. O que os outros fazem não é uma questão minha. Não pode ser. É assim que eu lido com isso”, afirmou.

Na altura em que José Loreto e Débora Nascimento anunciaram a separação, Marina formava par romântico com o ator na novela O Sétimo Guardião, da TV Globo.

“A gente vive num sociedade machista e que tende a colocar todas as mulheres como vilãs, sempre. Eu acho que essa não é a melhor forma de lidar com as situações”, salientou.

Recorde-se que, anteriormente, a atriz já havido tocado no assunto. “Eu amo o meu marido e sou muito feliz no casamento e nunca teria, nem nunca tive, nada além de uma parceria profissional e amizade no trabalho consequência dessa novela. Completamente infundado tudo isso”, referiu.

>>Reconciliação à vista? José Loreto surge com aliança<<