Conan Osíris é o nome que está nas bocas do mundo, ou pelo menos do país. O músico que vai representar Portugal na Eurovisão, já esteve em entrevista com Cristina Ferreira n’O Programa da Cristina e a apresentadora fez questão de tê-lo também na sua revista.

Tiago Miranda – o verdadeiro nome do cantor – faz uma das quatro capas da revista Cristina deste mês de abril e dá uma entrevista detalhada onde fala sobre o sucesso que alcançou, sobre a infância, a relação com o pai e a sua dependência de drogas até à fatídica morte e sobre a fase mais difícil da adolescência em que foi vítima de bullying e lutava para se encontrar a si mesmo.

Em resposta à apresentadora, Conan explica que é muito alegre, mas que também tem um lado triste, de uma tristeza que vem “da vida de adolescente, da história que vinha de trás”. O autor de Telemóveis, que já tinha revelado ter sofrido de bullying, conta que lhe “faziam tudo (…) desde me tirarem as calças e as cuecas no corredor da escola, na cafetaria… faziam-me trinta por uma linha. Não fazia Educação Física, porque a convivência no balneário não era uma coisa nada pacífica.

Quanto à sua resposta a essas situações, na altura, diz que “como em quase tudo, eu não tenho um meio-termo. Ou estou super relaxado, ou vou para um estado que ninguém quer ver. Um estado de pegar em facas. Um estado de quase morte. Um estado de quase querer provocar a morte. Um ponto a que, confessa, ter chegado: “Cheguei, mas pronto. Tenho para mim, e para a minha existência, que não quero nunca realmente irritar-me a sério. Porque sei que é uma coisa que não é de boa digestão”.

>> Sabe quem vai vestir Conan Osiris para o Festival Eurovisão da Canção?

De recordar que Conan Osíris atua a 14 de maio em Telavive, Israel, na Eurovisão. O artista luta aí pelo apuramento para a grande final, que se disputa a 18 de maio.