Kate, William, Meghan e Harry

Kate, William, Meghan e Harry

Getty Images

Falta pouco para que o príncipe Harry e a mulher, Meghan Markle, saiam do Palácio de Kensington, onde têm como vizinhos o príncipe William, Kate Middleton e os três filhos de ambos, George, Charlotte e Louis. Os duques de Sussex planeiam mudar-se para Frogmore House, em Windsor, ainda antes do nascimento do filho, previsto para o início primavera.

>> Meghan Markle e Harry protagonizam momento ternurento e levam os fãs ao rubro

Mas esta mudança acarreta mais alterações do que se esperava. Até agora, os duques de Sussex e os duques de Cambridge tinham o escritório juntos e uma equipa comum que geria todas as agendas – embora Harry contasse com mais alguns funcionários desde o anúncio do noivado, em novembro de 2017 – mas os dois casais vão, agora, ficar mais afastados.

>> Kate Middleton e Meghan Markle abraçam-se em público e afastam rumores

A notícia foi confirmada em comunicado pelo Palácio de Kensington: “A rainha [Isabel II] decidiu criar um novo escritório para os duques de Sussex desde o seu casamento, em maio do ano passado. Este contará com o apoio da rainha e do príncipe de Gales e ficará pronto na primavera”. O documento adianta ainda que Sara Latham será a porta-voz principal do casal.

>> Ideias radicais de Meghan Markle para a educação do filho obrigam palácio a reagir

Embora esta separação possa causar alguma estranheza porque os dois irmãos sempre trabalharam juntos, é algo natural, já que têm responsabilidades diferentes atualmente. Muito embora conte sempre com um grande apoio do irmão, será William, de 36 anos, o futuro herdeiro da coroa britânica. Ainda assim, surpreende que a rainha e o príncipe Carlos tenham decidido sediar o escritório de Harry e Meghan em Buckingham e não em Kensington.