José Manuel Barreto nasceu no Barreiro, a 31 de dezembro 1943. Foi na mesma cidade do distrito de Setúbal que morreu, esta quarta-feira aos 75 anos, durante internamento hospitalar que já durava há alguns meses. A notícia foi avançada por uma familiar.

O fadista começou por cantar na Igreja da Senhora do Rosário, onde se vão realizar as exéquias. Discograficamente, estreou-se em 1988 com Amor Ausente, em 2001 lançou Santa Luzia e a Iplay editou Fados em 2012.

Voz amiga e assídua das Quartas de Fado - no Casino Estoril - e da casa de fados Nove e Tal, de Nuno Câmara Pereira, o fadista apresentou em outubro passado - no Museu do Fado, em Lisboa - o último álbum, Porta 313.

Sobre o seu derradeiro trabalho ficaram as palavras: “Um disco como todos dos discos de fado devem ser”, acrescentando: “Sincero, sem rede sem procurar uma perfeição que nos afasta cada vez mais da verdade”.