Luís Filipe Vieira esteve à conversa Cristina Ferreira
1 / 3

Luís Filipe Vieira esteve à conversa Cristina Ferreira

Rui Valido

Luís Filipe Vieira esteve à conversa Cristina Ferreira
2 / 3

Luís Filipe Vieira esteve à conversa Cristina Ferreira

Rui Valido

Luís Filipe Vieira esteve à conversa Cristina Ferreira
3 / 3

Luís Filipe Vieira esteve à conversa Cristina Ferreira

Rui Valido

No dia em que estreou o seu programa na SIC, Cristina Ferreira esteve à conversa com um dos homens mais influentes do futebol português: o presidente do Sport Lisboa e Benfica, Luís Filipe Vieira.

O dirigente do clube encarnado recordou a infância e juventude, a forma como chegou à presidência do Benfica e falou sobre o momento atual do clube.

Foi na passada quinta-feira, 3 de janeiro, após o desaire com o Portimonense por 2-0, que o clube da Luz anunciou a saída de Rui Vitória, ficando Bruno Lage, ainda que interinamente, no comando da equipa benfiquista. Entretanto, a pergunta que se impõe é quem será o sucessor de Rui Vitória. José Mourinho e Jorge Jesus são os nomes que têm sido mais apontados pela imprensa nacional, mas ainda assim Luís Filipe Vieira não quis levantar o véu, assegurando que “para a semana haverá novidades”.

“Não falei com o Mourinho, ainda. Não há sonhos aqui. Há um ou outro que sabemos que vão garantir resultados. Quem não gostava de ter o Mourinho? Se ele disse amanhã que sim, vem logo. O dinheiro não é problema para o Benfica neste momento. Se viesse o José Mourinho para o Benfica, o Benfica, em vez de ter 27 jogadores, tinha 20”, referiu.

Já quanto a Jorge Jesus, o dirigente benfiquista preferiu salientar a relação de amizade que mantém com o técnico. É meu amigo (…) Aqui não há hipóteses, a única hipótese que existe é Bruno Lage. O futuro nunca sei... Quem não gostaria de estar no Benfica? Não sei quantos treinadores apareceram de um momento para o outro para o Benfica. Ainda ontem falei com o presidente do Vitória por causa do Luís Castro. Nunca houve interesse de nenhum dos treinadores que houve por aí, confidenciou.

Luís Filipe Vieira revelou ainda que foi Rui Vitória que desejou colocar o seu lugar à disposição, aproveitando para deixar uma mensagem ao técnico. Um abraço para o Rui, estamos juntos sempre. Saiu porque achou que, naquele momento, não era solução para o Benfica. Foi ele que quis sair, colocou o lugar à disposição. Foi pacífica a saída dele”, referiu.