Afinal, parece que o pai de Meghan Markle não vai mesmo conduzi-la ao altar e, aliás, não vai estar no casamento de todo. Tudo devido ao recente escândalo dos paparazzi e também por motivos de saúde.

Em declarações ao TMZ, Thomas Markle revelou que sofreu um ataque cardíaco, mas que pediu para ter alta do Hospital para poder estar presente no casamento da filha. Agora, depois do escândalo das fotos dos paparazzi, Thomas decidiu não ir ao casamento de Meghan e do príncipe Harry para não envergonhar a filha nem a Família Real.

Thomas Markle disse que não teve intenção de prejudicar Meghan nem a Família Real quando fez o acordo que permitia um meio de comunicação tirar fotografias suas a preparar o fato para o casamento e fingindo serem de paparazzi. Thomas diz que teve um motivo para o fazer, mas que o principal não foi o dinheiro.

O pai de Meghan Markle conta que, desde que a filha começou a namorar com o príncipe Harry, começou a receber propostas de entrevistas pagas em qualquer lugar, mas que recusou tudo. Até agora. Thomas Markle admite ao site americano que fez um acordo com “paparazzi”, mas que o que recebeu não foi nem perto dos alegados 113 mil euros noticiados pelo Daily Mail.