Foi fotografado a ler um livro sobre o Reino Unido, a tirar medidas para um fato e a pesquisar imagens da filha na internet, mas afinal tudo não passou de um esquema. O pai de Meghan Markle terá combinado simular várias ações com um fotógrafo e, juntamente, terão vendido a meios de comunicação por mais de 113 mil euros.

"Eu sou definitivamente a culpada", disse Samantha Grant, meia-irmã de Meghan Markle, no programa Loose Woman. Samantha explicou que os media retratam o pai, Thomas Markle, de forma negativa, e que lhe sugeriu fazer atividades que "o beneficiassem".

Eis o que aconteceu. Segundo o Daily Mail, Thomas Markle combinou num café com o fotógrafo Jeff Rayner, e momentos depois, preparam várias fotos em que o pai de Meghan Markle procura imagens da filha num computador e faz provas de roupas, dias antes do casamento real.

As imagens circularam em várias publicações internacionais e proliferaram-se nas redes sociais que se derreteram com a dedicação de Thomas Markle. Acontece que tudo não passou de um esquema para ganhar dinheiro. O Daily Mail, obteve imagens de videovigilância que mostram o Jeff Rayner a preparar as fotos com o de Meghan.

O esquema contraria o pedido de privacidade à familia de Meghan Markle requerido por Harry. Recorde-se que Thomas Markle levará Meghan Markle ao altar este sábado, a 19 de maio.

Espreita em cima as fotos encenadas e a imagem de videovigilãncia a que o Daily Mail teve acesso.