Donald e Melania Trump

Donald e Melania Trump

Getty Images

O lapso ou ‘esquecimento’ de Donald Trump este domingo, em que se celebrou o Dia da Mãe em vários países do mundo, incluindo os Estados Unidos, não passou despercebido. O chefe de Estado norte-americano deixou um vídeo com uma mensagem sentida no Twitter, no qual recorda a mãe, Mary MacLeod, que morreu em 2000. “Meus amigos americanos, este domingo e um dos dias mais importantes do ano: o Dia da Mãe. Desde os primeiros dias da nossa república que a força da América vem do amor, coragem e devoção das nossas mães. A minha mãe era uma excelente pessoa. O seu nome era Mary MacLeod. Era escocesa e conheceu o meu pai quando era muito jovem. Os dois foram casados durante muitos, muitos anos. Aprendi muito com a minha mãe. Ela era incrível. Doce, carinhosa, muito inteligente, dura quando tinha de ser, mas era essencialmente uma boa pessoa”, lembrou Trump.

Contudo, o que não passou despercebido aos internautas foi o facto do presidente dos Estados Unidos não ter feito qualquer referência à mulher, Melania Trump, com quem tem um filho, Barron, de 12 anos. Um pormenor que veio reforçar os cada vez mais intensos rumores de crise na relação, sobretudo desde que vieram a público os alegados casos extraconjugais do político, de 71 anos. No início deste ano, a ex-modelo da Playboy Karen McDougal revelou que em 2006 foi amante de Trump durante dez meses. E já no início de maio, a atriz pornográfica Stormy Daniels terá recebido cerca de 110 mil euros dos advogados do presidente dos EUA para não comentar o alegado caso que tiveram pouco depois do nascimento de Barron, também em 2006.

Donald Trump já negou publicamente as traições. Já Melania, prefere não comentar o assunto e garante que a sua prioridade é o bem-estar do filho.