Carlos Alvarez

Esta quarta-feira, dia 21 de outubro, Katia Aveiro escreveu nas redes sociais um emocionante texto de reflexão sobre uma pergunta que o filho mais velho, Rodrigo, de 20 anos, lhe fez.

"Mãe, sentes-te arrependida por não ter concluído o ensino escolar ou nunca sequer teres feito faculdade?", foi esta a pergunta que o estudante universitário lhe colocou. "Eram outros tempos filho", respondeu Katia.

"A minha cultura e educação na altura era se não gostássemos de estudar tínhamos que trabalhar para ter o nosso sustento. Então na minha cabeça fizesse eu o quarto ou nono ano e entrasse na faculdade, o meu trabalho e destino seria o mesmo (hotelaria). Achei uma perda de tempo estudar quando achava que o meu futuro já estava ali na minha frente (achava eu claro)", explicou.

A irmã de Cristiano Ronaldo contou que começou a trabalhar com apenas 16 anos pois "a vida era assim... trabalhar para ajudar em casa e construir o nosso pé de meia e fazer cada um a sua vida". Quatro anos depois emigrou para Inglaterra. "Trabalhava num hotel e fazia extras em casa de ingleses nas limpezas", disse.

"Aprendi a servir num hotel para estrangeiros fazia serviço de mesa, ajudava na cozinha, cantava aos finais de semana", relembrou. Foi assim que aprendeu inglês e ajudou o irmão em Manchester.

"Não sou engenheira de canudo, mas sou o exemplo de que não é preciso curso de letras para ser mais que alguém", afirmou.