Rui Vitória

Rui Vitória

Getty Images

Rui Vitória foi um dos convidados do programa das tardes da SIC esta quarta-feira, 12 de maio. Numa conversa intimista com Júlia Pinheiro, o treinador de futebol deu a conhecer o seu lado mais pessoal e recordou o momento que o marcou para o resto da sua vida: a morte dos pais num trágico acidente de viação em 2002.

Na altura, o antigo técnico do Benfica tinha 32 anos e perdeu os progenitores justamente na semana deixou ser jogador de futebol e passou a ser treinador. A partir daí, passou a relativizar muita coisa na sua vida.

"Foi um marco na minha vida, mas foi um marco negativo e um marco positivo. A partir daí tudo é relevado para segundo plano, a partir daí nenhum problema é um problema, a partir daí nenhuma vitória é só para mim, nenhuma derrota custa muito [...] porque há coisas que já custaram muito mais", confidenciou.

"Foram dias duros, mas queria que aquilo passasse depressa e seguir em frente porque os meus pais queriam ver-me feliz e a conquistar coisas na vida. Foi a isso que me agarrei para ter este precursor, e muito deste percurso estou convencido de que se não fosse assim, se calhar, não era alcançado. Aquilo deu-me uma força tão grande que ninguém sabe, ninguém imagina", salientou, acrescentando que os pais deverão estar orgulhosos do seu percurso.

Veja o momento no vídeo abaixo: