Pool

O discurso de Daniel Kaluuya na noite deste domingo, dia 25 de abril, foi um dos mais insólitos dos Óscares. É que o ator britânico ganhou o Óscar de Melhor Ator Secundário pela sua interpretação do falecido Fred Hampton, líder dos Panteras Negras, em 'Judas and the Black Messiah', e falou sobre a vida sexual dos pais de forma muito descontraída.

"Gostaria de agradecer à minha mãe. Deste-me tudo", começou por dizer Daniel, citado pela People, enquanto a progenitora e a irmã assistiam do Reino Unido. O ator agradeceu também à sua família e amigos "da cidade de Londres a Kampala", a capital de Uganda, onde o seu pai nasceu.

Daniel continuou agradecendo a Fred e à sua família, bem como aos Panteras Negras pelo impacto que causaram na sua vida. “Eles mostraram-me como me amar, e com esse amor, eles transbordaram para as comunidades negras e para outras comunidades. Eles mostraram-nos que o poder da união, o poder da unidade (...)", disse.

"Temos que comemorar, temos que celebrar a vida. Estamos a respirar, estamos a caminhar. É incrível. Do género, a minha mãe, o meu pai, eles tiveram relações sexuais - é incrível! Estou aqui. Estou tão feliz por estar vivo e vou comemorar isso esta noite", afirmou, muito animado. É então que as câmeras apontam para a mãe e para a irmã, que estavam visivelmente envergonhada.

Instagram