Wuant e Owhana

Wuant e Owhana

Instagram

Passou cerca de uma semana desde que Wuant partilhou um vídeo que lhe valeu duras críticas. Nas imagens, o youtuber explicava que a sua relação com Owhana tinha chegado ao fim e foram muitos os internautas – entre eles inúmeras figuras públicas – que o acusaram de humilhar publicamente a namorada, que não conseguia esconder as lágrimas.

Agora, Wuant decidiu dar uma explicação e pedir desculpa pela forma como as coisas foram expostas. “O vídeo não reflete de todo, mas de todo, quem eu sou. Agi assim porque estava nervoso e, quando estou nervoso, o meu mecanismo de defesa é rir, sorrir, tentar fazer os outros rir”, começou por afirmar Paulo Borges (nome verdadeiro de Wuant). “Estava a tentar animar a Ana [nome verdadeiro de Owhana] porque a vi tão vulnerável, tão em baixo, tão triste… Tentei fazer o que sempre fiz, que é tentar animá-la. Era assim… é assim que nós funcionamos. Sempre que a vejo em baixo ou triste quero fazê-la sorrir e esquecer o problema”, acrescentou, garantindo que foi “mal-interpretado”, mas que percebe que as pessoas considerem “a sua postura fria”. Ainda assim ressalva: “Tem o maior respeito pela Ana. Nunca faria nada para a magoar. Entreguei-me a ela e ela a mim. (…) Não trocaria tudo o que fiz com ela por nada”.

Reprodução Instagram, DR

Os dois youtubers namoraram durante cinco anos e meio, mas os últimos tempos foram de mais baixos do que altos, como reconhece Wuant: “Há dois anos eu disse-lhe que o sentimento não era o mesmo. Sempre fiz questão de lhe dizer como me sentia. Não a iludi nem fiz um plano de fuga. Estivemos dois anos a tentar trabalhar em reacender a chama. Nunca a enganei (…) Continua a ser muito difícil, porque o amor não desaparece de um momento para o outro, mas [a separação] foi precisa para não nos magoarmos um ao outro no futuro”.

“Desejo genuinamente que a Ana seja bem-sucedida e atinja tudo o que queira, que chegue onde ambicione, que esteja bem e feliz. E quero ser uma boa influência na vida dela. Peço que respeita e obrigado por estarem presentes e se preocuparem connosco”, concluiu no vídeo partilhado no Youtube, onde tem quase 3,7 milhões de subscritores.