Kanye West esteve esta sexta-feira, dia 16 de novembro, em Houston, Texas. O artista cantou músicas do seu novo álbum, "Jesus is King" para guardas prisionais e condenados.

"Não foi um concerto, foi uma missão", disse o cantor segundo o relações-públicas do xerife do Condado de Harris, nas redes sociais. Já não é novidade que o cantor assumiu a sua conversão ao cristianismo.

Kanye West acusa redes sociais de atormentar homens casados

O marido de Kim Kardashian apresentou-se para mais de 200 prisioneiros do sexo masculino e, em outra prisão do outro lado da rua, para um grupo menor de mulheres, onde aproveitou também para falar sobre a sua jornada espiritual.

"Digam o que disserem dele, ele e o seu coro trouxeram alguma luz às pessoas que dela precisavam", disse o relações públicas, referindo ainda que o concerto foi realizado secretamente.

"Seria ótimo que outros artistas o copiassem", escreveu Greg Abbott, governador do Texas. E acrescenta: "O que Kanye West faz para inspirar os que estão presos é transformador. Salva uma alma de cada vez."