Reprodução Instagram, DR

Cláudio Mendes sofre de insuficiência renal crónica, doença caracterizada pela progressiva perda de funcionamento dos rins. Diagnosticado com a doença em 2011, o ex-candidato de Casados à Primeira Vista viu o seu estado de saúde agravar-se nos últimos dias.

“Nas últimas análises, alguns valores decaíram e a eficiência dialítica também. Uma das soluções é aumentar o número de tratamentos diários, ou seja, passar de três para quatro. Se isto se vir a confirmar, será uma nova fase de adaptação. Foi pedido um exame ao coração por causa da hipertensão, para verificar se existiam alterações, mas felizmente o exame não mostrou alterações significativas. Com pensamento positivo tudo se vai recompor”, contou o madeirense em entrevista ao site da revista Maria.

Com a função dos rins "bem abaixo dos 15%", o madeirense é obrigado a fazer diálise peritoneal em casa, pelo menos três vezes por dia e, agora, pode ter se submeter a um novo tratamento. “Fazer quatro tratamentos irá mexer com as rotinas diárias. Terei que arranjar maneira de continuar a trabalhar, treinar e fazer os tratamentos ao mesmo tempo”, confidenciou.

Uma das outra soluções é um transplante renal. “Estou em lista de espera. Mas continuo a espera que esse dia chegue e que o telefone toque. Já tenho este problema desde 2011 e faço diálise desde 2015… Estou a espera há sete anos, mas em lista ativa estou há quatro e meio", referiu.

Uma vez transplantado, o madeirense passará a ter três rins. Isto porque o procedimento normal deste tipo de intervenções cirúrgicas implica não “retirar nenhum [rim] e transplantar mais um”" Podem ficar no organismo, desde que não provoquem infeções. Normalmente ficam sempre. Só no caso de pessoas que têm muitas infeções é são retirados, mas é raro. Felizmente, a ciência tem evoluído muito e na área da saúde também, o que nós dá esperança”, explicou

Por fim, Cláudio frisou a importância do apoio da namorada, Raquel Costa, e até falou sobre a possibilidade de casamento. “Ela tem sido muito importante e admiro muito a capacidade de ela entender tudo e de me apoiar. Em relação ao casamento, já conversámos sobre esse assunto, mas acho que não devíamos apressar. Queremos que a relação cresça ainda mais e quando chegar o momento certo então avançar para o casamento”, rematou.