Fernanda Serrano

Fernanda Serrano

Getty Images

Passados 16 anos juntos, quatro filhos em comum e muitos rumores de crise no casamento, Fernanda Serrano e Pedro Miguel Ramos tornaram pública a decisão de seguir caminhos separados.

A atriz admite que não foi fácil explicar aos filhos, Santiago, de 14 anos, Laura, de 11, Maria Luísa, de nove, e Caetana, de três. “Não existem essas tais formas e explicações matemáticas. Quem dera que as houvesse. Cada pessoa terá a sua maneira. É sempre uma rutura, um falhanço, um fracasso… para todos”, começa por dizer Fernanda em entrevista a Manuel Luís Goucha, antes de explicar que o mais importante é que as crianças percebam que não foram elas que falharam. “Elas são fruto de um amor, resultado de uma coisa muito boa que aconteceu entre duas pessoas que se apaixonaram e decidiram ter uma vida em conjunto, feliz, e que, depois, a determinada altura, deixou de acontecer. E assim decidiram. (…) É um fracasso porque é algo não desejado. Uma pessoa quando está apaixonada e se junta, a ideia é que seja para sempre. Mas depois, às vezes, quando as coisas não acontecem e se pensa de outra forma e começamos a pesar os pratos na balança, e se toma esta decisão por alguma razão é”, acrescenta, reconhecendo que gostaria de ter seguido o exemplo dos pais, que estão juntos há 55 anos, 46 dos quais casados.

“Os pais estiveram muito apaixonados, vocês são frutos deste grande amor e os pais resolveram formar uma família. A família existe e permanece, a única coisa que não foi o amor que deixou de existir e os pais agora seguem vidas com percurso diferente, mas ao vosso lado”, explicou ainda a atriz, recordando a conversa que teve com os filhos, e acrescentou: “Estes momentos são desafiantes, tornam-nos sempre mais fortes e fazem-nos ter a noção que conseguimos sempre fazer mais e melhor e que estamos sempre aquém dos nossos limites”.

Durante esta conversa, Fernanda Serrano lembrou ainda a sua luta contra um cancro da mama, em 2008, e reconheceu: “Confesso que há dias em que já não me recordo”. “Faz-nos falta lembrar sempre, porque se valoriza mais a rotina. Eu lembro-me que, quando estive doente, valorizei tanto o meu dia-a-dia. Um dia de sol não era só um dia de sol, era O dia de sol. Valorizei a vida de uma forma tão intensa e o distanciamento dessa fase delicada já me faz ver a vida como eu via antes, a não dar o devido valor”, concluiu.

>> Clique aqui para ler o comunicado emitido por Fernanda Serrano para a anunciar o divórcio!